O Locutor

No Rádio, algumas noticias ruins

Talvez alguns mortos

Sofredores

O céu está branco

Triste

Lamurias de uma vida sem calor

Musica romântica

Duas

Nada que tocasse um coração em cinzas

Nada que mudasse um caminho perdido

Ouço a voz dela

Choro sobre a voz dela

Paginas do jornal molhado

Óculos nas mãos

Coração morto

Estou

Outono

image

Queria que estivesse aqui

Gostaria de segurar seus dedos

Coçar suas costas

Tocar seus cabelos

Diria algo sem sentido em seus ouvidos

Para te fazer rir

Algo com o tom rouco que aprendi ontem

Ou meu sotaque britânico falso

Eu seria gentil

Aqueceria-te                      

Sussurros de amor sob o edredom

Beijar-te-ia durante as falas

Discursos curtos de apaixonados

Não desgrudaria

Até ser impregnado por seu cheiro

Seu perfume de outono

Doce amor de entardecer

Não te deixaria ir embora

Perderia o mundo, as horas

Mas teria amor

Teria você

Seu perfume de outono

Deixa Ir

Eu deveria amarrar-te na cama

Algemar-te em minha casa

Deveria apagar seus contatos

Deixar só o meu

Cobrir sua casa de fotos minhas

Fotos nossas

De amor

Impregnar seus lençóis com meu perfume

Com minha paixão

Permito-me enlouquecer por ti

Loucura sã de um amante desvairado

Serenatas de luxuria ao entardecer

Beijos de obcessão as madrugadas

Eu deveria ser o dono de todo o seu ser

Mas fui burro

Deixe-te ir

Deixei